CTA-01-3

Whats App

 

 

Os engenheiros de produção trabalham em diversos campos e possuem diferentes cargos, como engenheiro industrial, gerente de produção e assistente de engenharia de produção. Leia este artigo até o final para saber mais informações sobre os caminhos do mercado de trabalho para essa área, o perfil do profissional e os motivos para não deixar essa oportunidade de lado.

Engenharia de Produção: o que é?

É um profissional curioso e adora saber como as coisas ao seu redor foram feitas? 

Os engenheiros de produção estudam para compreender a ciência dos materiais e relacioná-la à fabricação industrial. Isso envolve conhecer procedimentos, que vão desde as ligas ferrosas até tratamentos térmicos

Esses profissionais, em alguns casos, precisam conhecer as fases de transformação dos materiais. Isso quer dizer, que precisam compreender propriedades básicas de química e física de matérias-primas como: aço, cobre, ferro, alumínio entre outros. 

No caso de atuar em linhas de produção que envolvem materiais eletrônicos, devem compreender semicondutores, materiais dielétricos, mecanismos de polarização e materiais supercondutores. Os materiais e suas aplicações podem incluir inúmeros outros tipos de materiais, como fibras, cerâmicas, ligas de base, vidros metálicos, cristais líquidos e metais e plásticos reforçados. 

O que faz um engenheiro de produção?

Engenheiros de produção analisam processos de fabricação, negócios e garantia de qualidade para identificar pontos fracos e desperdícios. Para se qualificar para um cargo como este, os candidatos devem atender aos requisitos de educação, habilidades e experiências profissionais.

Por que fazer uma graduação em Engenharia de Produção?

É de suma importância que os alunos adquiram conhecimento dos princípios de manufatura enxuta, que incentivam a eliminação de resíduos e redução de custos. Com diploma de bacharelado, podem cursar programas de pós-graduação, mestrado e doutorado, caso queiram trabalhar com docência, pesquisa e/ou ensino;

No geral, engenheiros de produção atuam em organizações de manufatura e normalmente não precisam de uma licença para trabalhar. Em casos de empresas com contratos governamentais, podem exigir uma licença para se qualificar para um cargo de engenheiro de produção. 

Para obter uma licença, os engenheiros devem concluir um programa de graduação credenciado pelo Ministério da Educação (MEC), participar de programas de estágios, intercâmbios internacionais para ganhar experiência de trabalho e passar no exame de engenharia profissional.

O que se aprende na faculdade de Engenharia de Produção?

Um programa de graduação em engenharia de produção inclui disciplinas em administração e gerenciamento da cadeia de suprimentos, fundamentos de produção, física, estatística e elementos de materiais e operações. Tudo para que os alunos tenham uma visão sob análise de custos, controle de estoque e outras áreas de produção para melhorar a eficiência, eliminar desperdícios e reduzir custos. 

Como é o mercado de trabalho em Engenharia de Produção?

As empresas estão cada vez mais necessitadas de profissionais qualificados e capazes de lidar com as rápidas mudanças no modo de produção global. No entanto, um dos problemas críticos que as empresas vêm enfrentando é a falta deles no mercado. É particularmente importante ressaltar, que é preciso incentivar essa carreira, já que faltam informações sobre esta profissão aos jovens. Ao optar por essa área, muitos são contratados logo após terem se formado ou mesmo quando ainda estão estudando.

Isso porque os engenheiros de produção estão envolvidos do começo ao fim do processo industrial. A qualidade do design, a eficiência do produto e os requisitos da empresa são algumas das coisas que os engenheiros de produção trabalham para melhorar. 

Os profissionais de Engenharia de Produção passam por diferentes níveis hierárquicos dentro das organizações, a depender do seu nível técnico, grau de formação e tempo de experiência profissional. Obviamente, isso influencia diretamente no salário. Tomando como base as pesquisas do Catho, podemos visualizar três momentos na carreira do engenheiro:

  • Estagiário: auxilia no desenvolvimento de projetos, no controle da produção dos respectivos processos e métodos envolvidos. Faixa salarial: R$ 1.120,74;
  • Trainee: busca soluções para otimizar as atividades de controle da produção, identifica a necessidade de suprimentos, reposicionamento de funcionários  possíveis contratações, etc. Faixa salarial: R$ 2.185,00;
  • Engenheiro de Produção: profissional pleno com experiência de 6 a 9 anos no mercado. Atua na gerenciamento de projetos e otimização de processos e sistemas. Faixa salarial: R$ 6.228,85.

Por que estudar Engenharia de Produção no Unis?

Com mais de 30 anos de currículo, o curso de Engenharia de Produção do Unis já formou mais de mil engenheiros para o mercado e, vem implementando e trazendo melhorias constantemente. Hoje, o curso tem como objetivo ensinar os alunos a planejar, programar a produção e a distribuição de produtos industriais, supervisionar a qualidade e eficiência dos processos e avaliar os impactos socioambientais das atividades envolvidas. Além de serem capazes de implantar sistemas para a gerência de empresas, o uso de métodos para melhoria da eficiência e a utilização de sistemas de controle dos processos da empresa. É na Faculdade de Engenharia de Produção que o profissional torna-se apto a atuar em qualquer tipo de organização.

NAE, é o Núcleo de Atividades de Engenharia, que começou a vigorar a partir da plataforma do NAEP (Núcleo de Atividades de Engenharia de Produção). A partir da formação de um núcleo responsável pelos cursos de Engenharia de Produção e Engenharia Mecânica, foi criado o NAE para incentivar a integração dos cursos e dos alunos com o mercado de trabalho, tendo em vista que todas as atividades propostas e realizadas para os alunos são veiculadas na página, inclusive as oportunidades de estágio e emprego.

Qual é o perfil profissional do engenheiro de produção?

Engenheiros de produção são solucionadores de problemas que devem ter as habilidades para desenvolver soluções para problemas em organizações de manufatura. A posição exige boas habilidades de comunicação oral e escrita para explicar processos complexos aos trabalhadores e gerentes. 

E também devem ter a capacidade de comunicar informações técnicas a um público não-técnico. Uma boa comunicação exige que o engenheiro de produção ouça cuidadosamente os funcionários, a gerência, os clientes e os fornecedores de materiais.

Baixe o e-book de Engenharia de Produção do Grupo UNIS.

info cursos_artboard copy
info cursos_artboard copy 2
info cursos_artboard copy 4
info cursos_artboard copy 5
info cursos_artboard copy 6
info cursos_artboard copy 7
info cursos_artboard copy 10
cta-ead_artboard copy 9

Ainda tem
dúvidas?

Preencha o formulário que logo entraremos
em contato para tirarmos todas as suas dúvidas.